Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘sensação’

(por Ewen, em 18 de agosto de 2009)

“Todo mundo gosta de dançar. Até a Rainha gosta de dançar… eu acho. Minha opinião é que a dança é uma das atividades mais espirituais que alguém pode fazer. Os benefícios da dança são numerosos. Ela solta a rigidez psicológica, libera tensões, cura depressão, é um bom exercício e faz você se levar menos a sério. Não há nada pior do que se levar muito a sério.

Dança e Espiritualidade

Muitos místicos antigos falaram sobre a dança ser uma forma rápida e poderosa de entrar em contato com o divino. É uma prática importante tanto no Daoísmo quanto no Sufismo. Diz-se que o respeitado poeta sufi, Rumi, dançava sempre que desejava, não importa na companhia de quem ele estivesse.

A Técnica

Esta técnica ou exercício de Tarot é uma foram de realmente entender a carta do Louco. Para mim, a carta do Louco tem tudo a ver com impulsos espirituais. Um impulso que não tem reconhecimento, regras ou ordem. Ele é solto e completamente livre; ele transcende tanto a vida quanto a morte. Para começar, coloque alguma música de sua escolhe, relaxe e simplesmente comece a dançar. Deixe seu corpo se mover do jeito que ele quiser. Você provavelmente perceberá vozes internas vindo à superfície, lhe dizendo que você é um boboca ou algo do gênero; mas simplesmente as ignore, elas não sabem de nada.

Depois de alguns minutos de dança, comece a chutar, estender as pernas, esticar os braços para os lados (como se estivesse imitando um avião) e empinar sua cabeça para trás para que você possa olhar para o teto, depois simplesmente comece a gargalhar. Deixe a risada vir de bem fundo dentro de você. Se a risada não vier na primeira tentativa, dê um riso falso forçado até que esteja rindo de verdade. Não deve demorar para virar uma risada descontrolada.  esse ponto, você pode pensar consigo: “Eu sou o Louco Sagrado; estou além da vida e da morte”.

Dance como um Louco

Os antigos daoístas chineses afirmam que, se você fizer essa dança todo dia, você viverá até os oitenta anos.

Acho que esse exercício proverá uma dimensão totalmente diferente da carta do Louco do que os livros lhe darão.

Deixe-me saber como você lida com essa técnica, suas experiências e suas percepções com o Louco… e eu sempre estou procurando por novos movimentos de dança.

Divirta-se,
Ewen”

(Original em Tarot Eon – clique AQUI. Traduzido por mim.)

Anúncios

Read Full Post »

“O conceito de ‘querer mais’ é algo que sempre me incomodou. Eu acho que, como regra geral, nós todos ‘queremos mais’ do que temos, independente de percebermos isso ou não. Eu passei muito tempo lutando contra este sentimento porque eu também quero me sentir contente com o que atualmente tenho. Ser capaz de parar no momento e verdadeiramente apreciar onde e quem eu sou agora, em vez de desejar constantemente algo mais. Eu me perguntei várias vezes por que isso de ter que ter ‘mais’, por que não posso ser feliz com o que tenho agora. ‘Querer mais’ faz eu me sentir egoísta e gananciosa.

E isso nem é só com coisas materiais, embora essas sejam os desejos mais óbvios. É com tudo. Amor, amizade, espiritualidade. Eu tenho pensado bastante sobre isso ultimamente (em algum outro desses humores batutas). Eu percebi que a maioria dos ‘mais’ que eu quero não é sequer mais. Eu não sei como explicar realmente isso.

Já teve um desejo incontrolável de comer algo que não tinha em sua casa? Já tentou satisfazer esse desejo comendo toda a espécie de outras coisas, mas nenhuma era o que você realmente queria, então você ainda fica com aquela vontade? O sentimento é o mesmo. Eu sinto como se houvesse alguma coisa realmente importante e vital que esteja faltando em minha vida e eu esteja tentando preencher esse buraco com um monte de outras coisas que na verdade não são o que deveriam ser. O problema é que eu não sei o que é que está faltando ou onde sequer começar a procurar para encontrá-la.”

(Texto de fox – original clicando AQUI – traduzido por mim.)

Read Full Post »